#

Fortalecimento de capacidades

Início

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 17 diz respeito ao fortalecimento dos meios de implementação da Agenda 2030 e da revitalização da parceria global para o desenvolvimento sustentável. Esse objetivo inclui metas relacionadas a finanças, tecnologia, comércio e também à capacitação, por meio da cooperação entre países.

Assessoria em políticas públicas, assistência técnica e atividades de construção de conhecimento oferecem aos países meios para avançar na luta contra a fome. O Centro oferece oportunidades de diálogo em políticas públicas tanto para o corpo técnico dos governos quanto para os tomadores de decisão, sempre envolvendo múltiplos setores.

Boas práticas em cooperação Sul-Sul

O Escritório das Nações unidas para a Cooperação Sul-Sul lançou uma publicação que destaca boas práticas de nações do Sul que são relevantes para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Chamada de “Boas práticas em Cooperação Sul-Sul e Triangular para o Desenvolvimento Sustentável”, a publicação apresenta iniciativas em que países em desenvolvimento recorrem um ao outro para enfrentar desafios comuns, e o Centro de Excelência contra a Fome é uma das experiências apresentadas. O objetivo da publicação é demonstrar a eficácia da cooperação Sul-Sul e triangular em promover iniciativas conjuntas para acelerar o desenvolvimento humano sustentável. O texto destaca que o Centro ajuda a tornar a experiência brasileira de Fome Zero disponível para outros países em desenvolvimento para aprendizagem, compartilhamento e adaptação por meio da cooperação Sul-Sul ou triangular. Baixe a publicação, em inglês.

https://goo.gl/5aAV16

Intercâmbio entre Brasil e África

O Centro Internacional de Políticas para o Crescimento Inclusivo (IPC-IG) lançou em 2016 a publicação “Brasil-África: partilha de conhecimentos sobre proteção social e segurança alimentar e nutricional”. O documento analisa como as atividades de intercâmbio de conhecimentos entre o Brasil e vários países da África Subsaariana, nas áreas de proteção social e segurança alimentar e nutricional, têm influenciado direta e indiretamente políticas e programas africanos. O IPC-IG promoveu um debate em uma comunidade online de Cooperação Sul-Sul entre o Brasil e países africanos a respeito de proteção social e segurança alimentar e nutricional. No total, 48 representantes africanos de ministérios encarregados por programas de segurança alimentar e nutricional e de proteção social em 24 países diferentes participaram da pesquisa e da discussão online. O Centro de Excelência contra a Fome foi mencionado várias vezes como um dos maiores incentivadores da troca de conhecimentos entre países em desenvolvimento.

Baixe aqui a publicação em inglês.

https://goo.gl/FLDmY5

Expo de Cooperação Sul-Sul

A Expo Global de Cooperação Sul-Sul das Nações Unidas, um evento anual que destaca inovações dos países do Sul no combate à pobreza, aconteceu em Dubai, de 31 de outubro a 3 de novembro. O Programa Mundial de Alimentos e o Centro de Excelência contra a Fome estiveram lá para compartilhar e ampliar soluções Sul-Sul inovadoras que podem contribuir para a implementação da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. As agências da ONU com sede em Roma – PMA, FAO e FIDA – realizaram um evento paralelo chamado “Redes do Sul e intercâmbio de conhecimentos – meios indispensáveis para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável”. O objetivo foi discutir as contribuições da cooperação Sul-Sul para progredir em direção ao ODS2 – fome zero, e o trabalho do Centro de excelência foi um dos destaques.

Voltar ao inicio

Brasil e Reino Unido discutem cooperação com a África

Nos dias 17 e 18 de novembro, o Centro de Excelência contra a Fome participou de um evento para discutir as diferentes abordagens adotadas pelo Brasil e pelo Reino Unido sobre como prover cooperação e assistência para o desenvolvimento a países da África subsaariana. O evento, chamado “Melhoria do Impacto de Projetos de Desenvolvimento na África Subsaariana através da Cooperação e Parceria entre Brasil e Reino Unido”, foi organizado pela Wilton Park, da Secretaria de Estado dos Negócios Estrangeiros do Reino Unido, e pela Fundação Alexandre de Gusmão, do Ministério das Relações Exteriores do Brasil. O Centro de Excelência apresentou sua experiência em trabalhar com o Brasil e o Reino Unido para ajudar países africanos a superar a fome, de modo a agir como um catalisador ao oferecer opções aos países para que eles escolham como querem perseguir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.