Loading...
Home

WFP – Centro de Excelência contra a Fome

02/02/2018

Guiné-Bissau inicia elaboração de estratégia Fome Zero

País inicia o processo de elaboração da Estratégia Nacional de Fome Zero 2018 – Foto: WFP/ Stenio Lopesandrade

 

O governo da Guiné-Bissau iniciou no dia 31 de janeiro o processo de elaboração da Estratégia Nacional de Fome Zero 2018. A estratégia será preparada a partir de um exercício inclusivo e consultivo de análise abrangente das oportunidades, desafios e lacunas do país, e incluirá uma série de recomendações para a consecução do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 2 – Fome Zero.

O Secretário-Geral do Ministério da Economia e Finanças, Sr. Francisco Rosa Ca, deu início aos trabalhos de elaboração da Estratégia Nacional de Fome Zero 2018, em cerimónia realizada no Palácio do Governo, em Bissau. O Secretário-Geral ressaltou o compromisso do governo para alcançar o ODS 2: “O governo da Guiné-Bissau tudo fará para promover políticas para o desenvolvimento agrícola diversificado e sustentável, alocar recursos orçamentais direcionados à proteção social aos menos favorecidos e encorajar parcerias público-privadas para garantir a segurança alimentar e alcançar resultados duradouros”.

Por sua vez, Dra. Helena Nosolini Embalo, Membro do Comitê de Conselheiros para Estratégia Nacional de Fome Zero, declarou: “O Comitê de Conselheiros espera que o lançamento deste estudo se transforme num valioso contributo para a ajudar a construção de uma visão o mais partilhada possível sobre os desafios que o país deve enfrentar para suprir a insegurança alimentar e assumir as suas responsabilidades perante a população e a comunidade internacional”.

A Representante do WFP em Guuiné-Bissau, Sra. Kiyomi Kawaguchi, destacou a importância do ODS 17, que trata das parcerias e da participação de todas e todos para a realização, multiplicação e sustentação das mudanças em segurança alimentar e nutrição. “As consultas da Estratégia de Fome Zero permitirão o engajamento de todos os parceiros e atores interessados no processo, aproveitando espaços para desenvolver uma estratégia inclusiva, participativa e apropriada para toda a população da Guiné-Bissau com base em pesquisas confiáveis e análises plausíveis de dados, boas práticas e evidências”, disse Kawaguchi.

Voltar
  • 12/07/2018

    O apoio do Centro de Excelência do PMA a países asiáticos

    Leia Mais
  • 06/07/2018

    Centro contribui com discussões sobre fome zero na Argélia

    Leia Mais