Loading...
Home

WFP – Centro de Excelência contra a Fome

06/09/2017

Alimentação escolar como solução efetiva para a fome

Alimentação escolar é o ponto de entrada da cooperação do Centro de Excelência com governos. Foto: WFP/Carolina Montenegro

O Centro de Excelência contra a Fome contribuiu para mudar o entendimento de governos de cerca de 30 países sobre o potencial da alimentação escolar: para além de fornecer alimentação a crianças em escolas, os programas de alimentação escolar constituem uma política inter-setorial de segurança alimentar e nutricional, com impactos multi-dimensionais. Esse foi o destaque da avaliação de impacto realizada para avaliar os primeiros cinco anos de atuação do Centro de Excelência.

No dia 4 de setembro, os resultados da avaliação de impacto foram anunciados aos parceiros do Centro, em evento conjunto com a Agência Brasileira de Cooperação. A avaliação de impacto cobre o período de 2011 a 2016 e inclui uma estratégia de monitoramento e avaliação. O estudo foi realizado por um consórcio de organizações independentes, composto pelo Centro de Estudos e Articulação da Cooperação Sul-Sul e pela Move Social. A pesquisa se debruçou sobre o impacto do trabalho do Centro de Excelência em 28 países que recebem assistência técnica continuada e realizou entrevistas com 66 atores nacionais e internacionais. Clique aqui para ler o relatório completo da avaliação, em inglês.

Impactos
Os resultados indicam que o Centro contribuiu de forma significativa para o reconhecimento global da alimentação escolar como estratégia de promoção do desenvolvimento sustentável. O Centro também promoveu o envolvimento de atores governamentais de alto nível, o que ampliou o compromisso dos países com a alimentação escolar, e as parcerias fomentadas pelo Centro ajudaram a fortalecer capacidades técnicas cruciais para o desenvolvimento de políticas nacionais de alimentação escolar vinculada à agricultura local.

Dos entrevistados, 71% mencionaram aumento na compra de alimentos produzidos localmente desde o início da parceria com o Centro, para uso na alimentação escolar. 100% dos entrevistados consideraram que os intercâmbios e atividades de fortalecimento de capacidades técnicas são relevantes e respondem a suas necessidades, e 69% reconheceram a contribuição do Centro para uma maior autonomia dos países no desenho e implementação de políticas e programas de alimentação escolar.

Cerimônia
No evento de lançamento da avaliação de impacto, o diretor da ABC, embaixador João Almino, afirmou que a cooperação Sul-Sul consolidou-se como uma importante vertente das relações internacionais brasileiras e que a segurança alimentar e nutricional é um dos principais eixos temáticos dessa cooperação.

Daniel Balaban, João Almino e Rogério Lot na cerimônia de apresentação da avaliação de impacto. Foto: WFP/Sophia Andreazza

Rogério Lot, chefe de gabinete da presidência do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) destacou que “em muitos países, a pobreza concentra-se no meio rural, e nesses contextos a articulação da alimentação escolar com a agricultura familiar contribui para a redução da pobreza”.

Daniel Balaban, diretor do Centro de Excelência, informou que o Centro já recebeu missões de mais de 40 países que vieram ao Brasil para conhecer as políticas de segurança alimentar e nutricional. “O Centro de Excelência foi o catalisado da criação de redes de alimentação escolar na África e na Ásia”.

Melissa Pomeroy, pesquisadora responsável pela avaliação de impacto, esteve no evento para apresentar os resultados da pesquisa. “O Centro apareceu na avaliação como inspirador para os países parceiros, e essa inspiração se deve ao fato de que o Centro qualificou o que pode ser uma iniciativa de alimentação escolar, mudou o entendimento dos atores sobre o potencial da alimentação escolar”. Ela destacou ainda que a contribuição do Centro para os países está ancorada na legitimidade dos resultados das políticas sociais brasileiras e da aproximação que o Centro proporciona entre o Brasil e outros países em desenvolvimento.

O Centro de Excelência contra a Fome resulta de uma parceria entre o Programa Mundial de Alimentos e o Brasil. Por meio da cooperação Sul-Sul Trilateral do governo brasileiro, o Centro compartilha experiências brasileiras exitosas de combate à fome com países em desenvolvimento. Além de apoiar governos no desenho, gestão e expansão de programas de alimentação escolar nutritivos, sustentáveis e ligados à agricultura local, o Centro, em parceria com o FNDE, oferece assistência técnica a mais de 50 países em temas como desenvolvimento social, nutrição, transferência de renda e fome zero.

O relatório da avaliação de impacto está disponível para download, em inglês.

Voltar
  • 16/02/2018

    Estudos de caso sobre proteção social em países africanos

    Leia Mais
  • 16/02/2018

    Missão à Costa do Marfim: fortalecimento da Cooperação Sul-Sul

    Leia Mais