Sobre o WFP Centro de Excelência contra a Fome Brasil


O WFP Centro de Excelência contra a Fome Brasil é um hub global de diálogo para formação de políticas públicas, aprendizagem, desenvolvimento de capacidades e assistência técnica Sul-Sul para promoção de ações.

O Centro de Excelência é o resultado de uma parceria que existe desde 2011 entre o WFP e o Governo do Brasil. O escritório apoia governos na África, na Ásia e na América Latina no desenvolvimento de soluções sustentáveis, programas e políticas públicas contra a fome que sejam geridas por governos nacionais.

O maior objetivo do WFP Centro de Excelência é aproximar países que enfrentam desafios similares nas áreas de segurança alimentar e nutricional, com foco especial em programas de compra local para alimentação escolar ligados à agricultura familiar e à nutrição.

Remota e presencialmente, fortalecemos de forma contínua as capacidades governamentais de mais de 15 países para mudar a vida das pessoas e erradicar a fome.

Asseguramos que experiências exitosas de combate à fome estejam disponíveis para qualquer país, especialmente os em desenvolvimento, para inspiração, aprendizado e adaptação, por meio da cooperação Sul-Sul e Trilateral e de uma abordagem multisetorial.

Atuamos nas seguintes áreas:

  • Alimentação escolar: Programas de alimentação escolar têm impactos positivos na saúde e na nutrição de crianças e adolescentes, contribuem para diminuir a lacuna de gênero na educação e melhoram os indicadores de frequência e desempenho escolar. Quando esses programas estão vinculados à compra local de alimentos, geram oportunidades para agricultores familiares e comunidades mais vulneráveis, especialmente as rurais.
  • Nutrição: Melhorar a nutrição é essencial para assegurar desenvolvimento infantil adequado e vida adulta saudável e produtiva para todas as pessoas.
  • Desenvolvimento social: Garantir a segurança alimentar e nutricional ajuda a quebrar o ciclo intergeracional da fome, contribuindo para a redução da pobreza e da desigualdade social.
  • Agricultura familiar: Ampliar o acesso de agricultores familiares a mercados estáveis para seus produtos contribui para melhorar a produção de alimentos e para diminuir a vulnerabilidade de famílias rurais à pobreza e à fome.
  • Agricultura comercial com impacto social: Apoiar agricultores familiares e de pequena escala de algodão de países africanos a escoar os alimentos produzidos em consórcio com culturas de commodities, como o algodão, contribui para ampliar sua segurança alimentar e nutricional.
  • Fortalecimento de capacidades: Nosso trabalho de fortalecimento de capacidades começa com as pessoas conversando e ouvindo umas às outras para planejamento estratégico e mobilização de recursos. Isso significa fornecer serviços de troca de conhecimento e promoção de parcerias entre as partes nacionais e internacionais interessadas. Essas ações fazem com que todos os atores nacionais sejam incentivados a se comprometerem com o processo e estejam envolvidos diretamente em seu sucesso. É isso que queremos dizer quando falamos de gestão local. Ela é alcançada quando surge organicamente, e não quando é imposta por uma fonte externa. Em todos os casos, o WFP Centro de Excelência contra a Fome Brasil passa da análise para a ação, com planos de ação e indicadores claros para medir o progresso. Para isso, oferecemos serviços de assessoria técnica e política, e serviços de advocacy.
  • Pesquisa: Construir evidências sobre boas práticas e sobre os múltiplos benefícios do combate à fome é fundamental para que cada vez mais países se comprometam a investir em soluções sustentáveis para a fome. A relevância das políticas públicas se refere ao quão eficazes são os resultados das pesquisas em influenciar tomadores de decisão no processo de construção dessas políticas.

  • 54 países africanos comprometidos em investir em alimentação escolar, por meio da União Africana
  • 48 milhões de dólares sendo investidos pelos países em alimentação escolar
  • 30 países se beneficiando de assistência técnica contínua do WFP Centro de Excelência contra a Fome Brasil
  • 18 países desenvolvendo políticas nacionais de alimentação escolar
  • 100% dos parceiros consideram que as atividades de fortalecimento de capacidades e troca de experiências do WFP Brasil – Centro de Excelência contra a Fome foram relevantes e responderam às suas necessidades
  • 72% reconhecem a contribuição do WFP Centro de Excelência para o aumento de engajamento e comprometimento das várias partes interessadas nas iniciativas nacionais de alimentação escolar
  • 67% reconhecem a contribuição do WFP Centro de Excelência para a expansão do apoio técnico e político às iniciativas de alimentação escolar
  • 52% dos países apoiados pelo consideram que o Centro de Excelência é o principal parceiro para cooperação Sul-Sul e alimentação escolar
  • O WFP Centro de Excelência está presente em 37% dos Planos Estratégicos de Países do WFP para fortalecimento de capacidades, assistência técnica e cooperação Sul-Sul
  • Economias dos países com crianças malnutridas sofrem perdas estimadas de 1.9% a 16.5% do PIB (na África) todos os anos
  • Alimentação escolar é um investimento rentável, apresentando uma proporção de custo-benefício indo de 3:1 até 10:1

No campo:

As atividades de Apoio Remoto, assistência técnica e fortalecimento de capacidades do WFP Centro de Excelência contra a Fome Brasil podem beneficiar mais de 4 milhões de estudantes e milhares de agricultores familiares participantes de programas de alimentação escolar

Para nós, o ingrediente essencial para fazer o fortalecimento de capacidades acontecer no terreno é capacitar toda a sociedade, indo além da cooperação técnica tradicional. O fortalecimento de capacidade visa habilitar e reforçar as habilidades endógenas existentes no ambiente nacional, incluindo instituições e pessoas, tendo como base suas políticas e prioridades.

Enfatizamos o papel duradouro das transformações por meio de políticas coerentes e reformas institucionais alimentadas especialmente por meio de cooperação Sul-Sul e cooperação triangular, presencial ou remotamente.

Utilizamos métodos locais de consulta para melhor tomada de decisão desde o início. Isso permite que as partes interessadas nacionais estabeleçam quem fará o quê, quem garantirá que o necessário seja feito e quais serão as consequências caso isso não aconteça.

Isso também permite que os atores domésticos personalizem como o WFP contribuirá para o desenho e o conteúdo do processo, situando a iniciativa dentro das prioridades nacionais de desenvolvimento.

A cooperação técnica tradicional pode ser indicada para atender às necessidades de curto prazo, mas ela tende a ser pontual e cara, sem atingir as prioridades nacionais. Fortes capacidades, geradas e sustentadas localmente, são essenciais para o sucesso de qualquer iniciativa de desenvolvimento.