Loading...
Home

WFP – Centro de Excelência contra a Fome

15/06/2018

Camboja discute programa de alimentação escolar

 

O governo do Camboja realizou um seminário sobre alimentação escolar em Siem Reap, de 11 a 13 de junho. O Centro de Excelência participou do evento e apresentou exemplos de soluções de alimentação escolar de vários países, inclusive o Brasil, para auxiliar no processo de tomada de decisão do governo cambojano para assumir a execução do programa de alimentação escolar do país.

O evento foi organizado pelo Ministério da Educação, Juventude e Desporto. Com apoio do escritório de país do Programa Mundial de Alimentos. O objetivo foi aproveitar lições aprendidas de programas locais, regionais e globais, além de colher orientações e recomendações de diferentes atores para o aprimoramento do programa de alimentação escolar do Camboja. Os participantes discutiram o status da alimentação escolar no país, revisaram o documento de trabalho da alimentação escolar e prepararam um plano de ação para a transição da execução do programa do PMA para o governo.

 

 

Intercâmbio

O Centro de Excelência participou do evento para compartilhar suas experiências com programas de alimentação escolar. A oficial de programas Sharon Freitas apresentou um panorama a situação global da alimentação escolar e destacou lições aprendidas de vários países. Os representantes do governo presentes no evento fizeram diversas perguntas sobre o programa brasileiro de alimentação escolar, que tem servido de inspiração para o Camboja e outros 30 países no processo de estruturação de programas nacionais de alimentação escolar.

Daniel Balaban, diretor do Centro de Excelência, enviou uma mensagem de vídeo para os participantes do evento e destacou os benefícios de programas nacionais de alimentação escolar. “Quando temos um programa nacional de alimentação escolar, temos todas as crianças nas escolas recebendo comida fresca produzida por agricultores familiares locais. Isso é importante para os sistemas de saúde, educação, agricultura e de proteção social em cada país”, afirmou Balaban.

Alguns oficiais de governo participantes do seminário também estiveram na visita de estudos do Camboja ao Brasil em 2015. Para os próximos passos no plano de transição do programa de alimentação escolar, o governo gostaria de contar com o apoio do Centro de Excelência, além do escritório de país do PMA. Os termos dessa cooperação serão discutidos em breve.

 

 

Visita de campo

Como parte do seminário, os participantes fizeram uma visita de campo a uma escola para ver de perto como o programa de alimentação escolar está sendo executado no país. Eles foram uma escola em Samraong, na província de Siem Reap. A escolar tem um programa de alimentação escolar executado pelo PMA desde 2004 e serve refeições para 395 estudantes, dos quais 167 são meninas. Desde 2016, o programa adotou o modelo de alimentação escolar vinculada à agricultura local. Os estudantes recebem uma refeição composta por arroz, proteína animal, vegetais, óleo vegetal e sal.

A alimentação escolar é um incentivo para as crianças de famílias pobres se matricularem, frequentarem e permanecerem na escolar até a conclusão do ciclo de educação primária. O objetivo do programa é melhorar o acesso à educação, reduzir a fome imediata e testar modelos sustentáveis e efetivos de alimentação escolar.

Os pais dos alunos contribuem para o programa com dinheiro para o pagamento das duas cozinheiras, vegetais e lenha. 90% deles trabalham cultivando arroz. Outros parceiros internacionais também contribuem com o programa. O Ministério da Educação, juventude e Desporto financiou uma caixa d’água, uma bomba d’água e dois banheiros.

Voltar
  • 12/07/2018

    O apoio do Centro de Excelência do PMA a países asiáticos

    Leia Mais
  • 06/07/2018

    Centro contribui com discussões sobre fome zero na Argélia

    Leia Mais