Loading...
Home

WFP – Centro de Excelência contra a Fome

21/09/2018

Centro de Excelência contribui para discussões sobre cooperação internacional

 

O Centro de Excelência contra a Fome, do Programa Mundial de Alimentos, participou do evento “Diálogos sobre Cooperação Internacional para o Desenvolvimento – 2018”, organizado pelo BRICS Policy Center em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC). O evento buscou contribuir para a Segunda Conferência de Alto Nível das Nações Unidas sobre Cooperação Sul-Sul, conhecida como BAPA+40, que acontecerá no ano que vem. As discussões estiveram centradas na cooperação internacional como parte do contexto mais amplo do Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 17, que se refere às parcerias necessárias para atingir os ODS.

O evento aconteceu no Rio de Janeiro, de 19 a 21 de setembro. A cooperação para o desenvolvimento encabeça a intensa mobilização e os esforços de implementação da Agenda 2030. Entre os participantes estavam atores do governo, de organizações internacionais, de organizações da sociedade civil, e de instituições de pesquisa. Eles examinaram alguns dos tipos e modalidades de cooperação internacional para o desenvolvimento e suas contribuições para a Agenda 2030.

Daniel Balaban, diretor do Centro de Excelência, participou do painel “Aprendizagem mútua e seguimento”. Ele apresentou o valor agregado de organizações internacionais em arranjos de cooperação trilateral. “Com apoio do Centro de Excelência do PMA, mais de 20 países desenharam políticas nacionais de alimentação escolar, inspiradas pelo bem-sucedido programa brasileiro de alimentação escolar”, contou Balaban.

 

 

Outro tópico discutido durante o evento foi o envolvimento do setor privado nos esforços globais para alcançar a Agenda 2030. O setor privado é visto como um ator vital para a promoção do desenvolvimento sustentável. “Fundos mistos, de governos e privados, mobilizaram US$ 80 bilhões. O entanto, somente 7% desse valor chegou ao grupo dos países menos desenvolvidos”, informou Nadine Piefer, da Organização para Cooperação Econômica e Desenvolvimento (OCDE).

Mariana Rocha, oficial de programa do Centro de Excelência, participou do painel “Experiências de cooperação Sul-Sul para alcançar quem mais precisa”. Ela explicou como a cooperação Sul-Sul em alimentação escolar é um meio de alcançar sustentabilidade para o ODS 2 – Fome Zero. “Não deixar ninguém para trás no desenvolvimento significa assegurar que as crianças tenham acesso a oportunidades e a boa nutrição em todas as circunstâncias. A alimentação escolar alcança aqueles que mais precisam e faz com que crianças excluídas tenham acesso a múltiplos benefícios em nutrição e educação”, afirmou.

Em janeiro de 2017, o BRICS Policy Center realizou o primeiro evento “Diálogos sobre Cooperação Sul-Sul”, para discutir o monitoramento e a avaliação de iniciativas de cooperação Sul-Sul. O evento reuniu atores da Cooperação Sul-Sul de 12 países, assim como agências brasileiras de implementação e organizações internacionais. O evento contribuiu para o estabelecimento de uma plataforma de discussões e aprendizagem em temas relacionados à implementação, aos resultados e à avaliação da cooperação Sul-Sul e trilateral.

VER TODOS TOUTES LES ACTUALITÉS SEE ALL NEWS
  • 15/11/2018

    Moçambique revisa proposta de estratégia de alimentação escolar

  • 14/11/2018

    Análise das iniciativas do Centro no oeste da África: relatório disponível